sexta-feira, 15 de junho de 2007

Pedido

Para Débora, mais ninguém.

Tenho-a como parte de mim
que passa o dia com saudade
de estar completa novamente.

Vivo na dedicação, enfim.
Luto na verdade
de cada segundo sinceramente.

Acaso ao seu Amor não for mais suficiente,
quero que me dê a certeza, não a dúvida.
A súplica de meu coração então se cale
e meus passos me guiem fortemente.

Agora, enquanto merecê-lo,
viver no entusiasmo, na paixão.
Emoção que me fortaleça adiante
seguir para inteiramente vivê-lo.

Um comentário:

Juliana disse...

Marcelo, achei esse poema uma verdadeira declaração de amor, muito linda, nao poderia ler e ficar sem mandar um comentário.

bjo Ju