terça-feira, 14 de agosto de 2007

14 de Agosto de 2005

Há tempo que entendo o que quer dizer exatamente "Eu te amo".

Sabe: esse é o tipo de sentimento que não é duma hora a outra: depende de muito carinho, compreensão, paciência, dedicação e, sobretudo, confiança e cumplicidade... tudo o que tenho aprendido e vivido ao seu lado.

Conhecê-la fez com que eu me desarmasse. Não poderia deixar que você simplesmente fosse embora sem tentar estar com você. Ato, aliás, de maior ousadia, antes, raro. A recompensa de tamanha [ousadia] é estar hoje nestas palavras dizendo de você. Ampliando um sentimento que tenho para que chegue à conclusão de que a amo.

Teimo em pensar eternamente que sou em excesso dessofisticado. Eu procuro a tranqüilidade, a lentidão intensa com que se formam as nuvens, com que se erguem as florestas, com que amadurecem os grandes amores. Você, não... Quer a vida no seu movimento mais intenso, nas novidades... Muito abandonei em prol de seu amor.

Há um mundo em minha alma que se olvidou de si por você. Uma pequena parcela deste ainda encontra espremida nas páginas do que lê. Preciso de mim mesmo para te amar. Sei que há uma série de coisas que dificilmente teria como oferecer agora, mas tenho meu coração. Aliás, o que mais sincero seria de quem ama? Quem não consegue amar, geralmente oferta distração...

E eu não quero distraí-la. Desejo justamente amá-la sem ter de utilizar meios de chamar a sua atenção para coisas que nunca te amarão. Sou a simplicidade de olhar para o céu e saber o que é o céu, de vê-la e ter a certeza do merecimento de sua felicidade.

Mas, apesar de meus humildes limites, vejo a intensidade da vida no seu olhar e isso me apaixona. Eu sinto a espontaneidade com que transborda sua alegria. Eu vivo o quanto você me ama! Onde mais estaria batendo meu coração depois de tudo isso que não no seu peito?

Débora, não temos o mundo, não somos perfeitos, mas nos amamos... há dois anos.

Um beijão,

Seu

2 comentários:

debora_poletti disse...

Oi, meu amor. Eu fiquei definitivamente sem palavras....só deixei as lágrimas caírem ...
Quero tentar expressar meu amor por você da mesma maneira, na mesma intensidade, mas vejo que sua sensibilidade é imbatível. Eu só queria deixar registrado aqui o quanto te amo, e que a sua humildade ou "dessofisticação", como disse, é uma excelente qualidade meu anjo, é o que me faz a cada dia te amar mais, ter mais a certeza de que você é a pessoa que eu esperava. A sua tranquilidade, o seu controle, dedicação, o seu lado família, sua inteligência....esse seu modo sereno de encarar a vida me faz parar e pensar no quanto você é especial, e no quanto estou aprendendo com você. Uma pessoa de uma bondade inigualável e coração puro.
Eu só posso me sentir a pessoa mais feliz do mundo, por ter ao meu lado alguém que ama tanto, que me dá a segurança de saber que sempre estará perto de mim, em qualquer que seja a situação...
FELIZ DOIS ANOS PRA NÓS, MEU ANJO, EU TAMBÉM AMO VOCÊ...DEMAIS!

Um beijo grande.
Debora

NICE PINHEIRO disse...

Ouso invadir este espaço e este momento. Peço perdão aos dois por isso, mas sou irremediavelmente romântica e sensível. Impossível não me emocionar diante de uma declaração de amor tão intensa e sincera.
O amor torna-se maior quando adquirimos a certeza de que realmente queremos vivê-lo, não dissimulando o que sentimos, mas permitindo a invasão plena de todas as sensações maravilhosas que o amor provoca. Que atitude oferece mais segurança ao ser amado?
A demonstração do que sentimos e do quanto precisamos do outro é fundamental.
O carinho, a sinceridade, o companheirismo e a lealdade também. A cumplicidade, a fidelidade, a amizade e o respeito, idem.
Me parece que vocês têm tudo isso e muito mais. Resta-me desejar-lhes muitos anos de declarações intensas e apaixonantes. Resta-me parabenizar os dois pela coragem e pela honestidade. Resta-me ficar observando o amor de vocês e vê-lo crescendo a cada dia. Lembrem-se: o mais importante não é o tempo, mas a conquista diária, seja em que situação for. E também não esqueçam de que é muito fácil ser de muitas ou de muitos, o difícil e gostoso é ser de uma pessoa só. Bobagem o que acabei de escrever, pois conhecendo um pouco de João Marcelo, sei que seu pensamento é como o meu. Tenho certeza que Débora também pensa assim.
O mais importante de tudo é saber que vocês podem contar um com o outro sempre, qualquer que seja a situação. Vocês são um casal de verdade, como poucos e, porque não dizer, raros.
Felicidades. Que muitas declarações se repitam. Que muito amor transborde. Amem muito. Intensamente. Da forma mais louca ou mais prudente. Da forma mais intensa ou contida. Apenas continuem se amando.Sempre.
Beijos aos dois