quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Per facto

Poupem-me da perfeição.
A beleza do mundo
é harmonia na imperfeição.

Um comentário:

Robson disse...

Continuo acompanhando seus escritos, mestre.
Um abraço.