quinta-feira, 18 de maio de 2017

Reverbera - ensaio

Calma cede a luz um facho alto
ao primo largo d'alvorada plena.
Ante a negra noite egressa
arde iluminado palco.

Sozinha não se deita a luz n'ocaso...
Sozinho não se cria o dia intenso...


Nenhum comentário: